O Que é Uma Holding Imobiliária?

A holding é uma empresa criada para controlar outras empresas do mesmo ramo de atividade, e que recebem o nome de subsidiárias. Uma holding pode ser entendida como uma empresa-mãe, que tem o papel de gerir, orientar e administrar o patrimônio das empresas-filhas, que são as subsidiárias.

 

Objetivo do Holding Imobiliária?

No caso de uma holding imobiliária, ela tem o objetivo específico de se apropriar de bens imóveis, que serão destinados à venda, compra e aluguéis.

De uma forma geral, uma holding imobiliária consiste em uma sociedade limitada que é dona de vários imóveis. E que repassa aos seus acionistas uma remuneração com os valores que recebe a partir da locação desses imóveis.

Nesse contexto, o patrimônio da família é todo incorporado em uma sociedade, que terá como objetivo a manutenção e a administração desses bens entre os membros da família.

Holding

Os pais e os filhos passarão a administrar e serão acionistas da holding que detém o patrimônio da família. E os acionistas dessa holding familiar, comumente, são os próprios membros da família também. Eles podem ser inclusos como pessoa física, ou como pessoa jurídica e quando falamos de Como abrir uma Holding: Saiba quais são os 7 passos para a Criação de uma Holding para ter os cuidados mencionados abaixo é essencial para garantir a segurança do seu Holding.

Porém, se todos os acionistas forem pessoas físicas, não é correto denominar a empresa tecnicamente como uma holding, ainda que esse termo seja o mais usado.

Cuidados Na Criação de Uma Holding Imobiliária Familiar

Para a criação de uma holding imobiliária familiar, antes de mais nada, é preciso que o patriarca e os seus sucessores estejam todos de acordo com a criação da holding, pois essa medida consiste em uma reorganização importante nas relações da família. E que precisa ser devidamente discutida entre os envolvidos.

Quando as partes estão de acordo, o trabalho do advogado é bem mais fácil, e o mesmo poderá agir sem correr o risco de que as medidas tomadas sofram reversão.

Tanto a elaboração do Contrato Social quanto um possível pacto feito entre os acionistas são extremamente importantes, e tendem a guiar as relações patrimoniais de toda a família. Por isso, é necessário que todos tenham a devida ciência de sua aplicação.

Observação Holding

Uma outra observação é quanto ao tipo societário, que pode ser S/A ou Limitada, e também o regime tributário (que pode ser simples, presumido ou real).

Essas informações são fundamentais para real efetividade de uma holding, falando-se em termos sucessórios ou tributários. E os seus prós e contras precisam ser apresentados aos membros da família.

É preciso fazer uma estimativa dos gastos globais desde o começo do processo de criação da holding, e também oferecer aos envolvidos uma estimativa dos gastos futuros, levando em consideração o patrimônio da família.

Dentre os gastos, podemos citar o recolhimento do ITBI, o registro na Junta Comercial, os honorários advocatícios, a transferência das matrículas, dentre outros.

Mesmo com todos os gastos envolvidos, a economia gerada no futuro compensará. Sem contar que essa medida também contribui para que as relações de conflitos entre os familiares, por causa do patrimônio, não existam.

Podemos concluir que a criação de uma holding imobiliária familiar traz inúmeras vantagens sucessórias, tributárias e societárias para os envolvidos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *